MINHA PRIMEIRA PARTICIPAÇÃO EM UM MOVIMENTO DE GENTILEZA URBANA.

Movimentos organizados pelas redes sociais não são novos. Por exemplo, tivemos a primavera árabe em 2013 e as manifestações políticas no Brasil. Neste domingo, dia 10/11/2019, tive a alegria de adentrar em um movimento organizado, em sua maioria, pelas redes sociais: um movimento de gentileza urbana chamado “Doe Sentimentos Positivos”. Meu contato inicial com o movimento deu-se pelo Instagram de uma seguidora. O nome Doe Sentimentos Positivos imediatamente me chamou a atenção e fui buscar mais informações. Acessei perfil do movimento, fiz a inscrição para participar, fui acrescentada no grupo nacional e parti para a ação: divulgar e pedir ajuda (sempre haverá alguém para nos ajudar: não é chicle). Grupo criado, lançamos ideias, escolhemos local e confeccionamos os corações e mensagens com os sentimentos que seriam doados. No meu caso, toda a família foi envolvida. O Doe Sentimentos Positivos ganhou forma pela iniciativa da Psicóloga positiva Renata Livramento e é fundamentado pela psicologia positiva que comprova a importância e os benefícios de vivenciar emoções positivas no dia a dia. O movimento foi realizado pela primeira vez no ano de 2014, em Belo Horizonte. Em 2019, o movimento já aconteceu em 55 cidades brasileiras, além de Coimbra (Portugal) e Vancouver (Canadá). O objetivo do movimento é espalhar sentimentos e emoções positivas (informações passadas pela organização do movimento). Para mim, o nome Doe Sentimentos Positivos já se explica por si só. E como foram doados tais sentimentos e emoções? Por meio de corações amarelos e mensagens escritas e verbais. Vimos cartazes, cestas decoradas, pirulitos de coração. É a criatividade do ser humano na prática. Em Brasília, o Doe Sentimentos Positivos ocorreu no Eixão Norte, no Parque da Cidade e em Samambaia, uma Região Administrativa do Distrito Federal. Como disse anteriormente, senti-me 100% atraída pelo movimento por vários motivos. Considero-me uma pessoa que gosta de gente, de integrar e de reunir; o fato de já ter contato com a psicologia positiva (curso: Facilitação da Felicidade Interna Bruta), cujo um dos pilares é a psicologia positiva. O mais importante: servir é uma das minhas missões de vida; acredito que doar é ganhar, é fazer o bem, ressoar e impactar, positivamente, a vida do outro. Não tenho dúvida que o Doe Sentimentos Positivos foi um sucesso, pois se concretizou no trabalho, esforço e intenção em conjunto. Foram parceiros neste projeto a Cris, Simara, Nayara, Bosco, Carolina e Rubiara. Cada um colaborando com o que tem, mas com o mesmo objetivos e energia. Lá estávamos nós, em um domingo ensolarado, doando sentimentos positivos. E a reação das pessoas que abordávamos ou nos procuravam? Diversas: espanto, surpresa, achavam que estávamos vendendo algo ou pedindo doação. Independente disso, mais que doar, ganhamos e alcançamos nosso propósito: doar sentimentos positivos. Saímos de lá leves e bronzeados. Quem mandou não passar protetor solar!!! Leone C Santos é graduada em turismo e tem sua carreira pautada nas relações humanas. Possue MBA em Gestão de Pessoas, estuda a Felicidade Interna Bruta e Teoria do bem-estar. Trabalha com desenvolvimento de carreira, facilitando palestras, cursos e workshops. É criadora da 180° Desenvolvimento e membro do Comitê de Secretariado Executivo de Brasília.

Texto: Leone Carneiro

Revisado por: Pâmela Mezzomo

28 visualizações