Seu comportamento diz muito sobre seu trabalho.



Quantas vezes queremos distância do preguiçoso, do puxa saco, do invejoso e por aí vai? Então, convido-os para que juntos façamos essa reflexão: Como está o comportamento no mundo corporativo do Secretário? Podemos até identificar as pessoas problemáticas para ter jogo de cintura com elas, mas e nós? Será que somos pessoas fáceis de conviver diariamente no trabalho? Eu, particularmente gosto do trabalho em equipe e, sempre que posso, auxilio aos demais colegas sem nenhum problema, pois parceria conta muito no rol da profissão, principalmente com o público externo.

Culpar alguém pelas nossas falhas é fácil, mas admitir e fazer diferente é essencial para o crescimento de todos. Somos responsáveis por nossas decisões, não é achando um culpado para tudo que vamos nos dar bem. Antes, me incomodava ver alguns colegas preocupados com horários e questões que não nos acrescentam em nada. Quem chega atrasado ou se a vestimenta não caiu bem, não é problema nosso.

Há treze anos atuando na área, aprendi que quando damos o melhor de nós no que estamos fazendo, o retorno é satisfação pessoal e profissional garantida. Não basta fazer o óbvio; ao ouvir o telefone de um outro departamento tocando, atenda-o de prontidão e dê o direcionamento sem o menor problema. Convidados de outros departamentos? Receba-os com a mesma cordialidade que recebe os do departamento em que você trabalha. Vamos desmitificar a relação “melhor que fulano ou cicrano”. Não estamos aqui para competir, e se for, que seja com nós mesmos, tentando sempre melhorar o que fizemos no dia anterior.

Concluo com uma frase que ouvi essa semana e que me fez lembrar meu pai (já falecido), porque ele sempre pedia para eu fazer o café, mesmo minhas irmãs estando desocupadas. “Quer pedir alguma coisa para alguém fazer, peça para pessoa que estiver mais ocupada”.

Que tenhamos empatia e respeitar, e possamos auxiliar dentro do possível. Somos falhos, e sempre teremos algo a aprender e também a ensinar. Unidos chegaremos mais longe!



Texto de Marilene Xavier

Revisado por Pâmela Mezzomo


0 visualização

© 2016 por Comitê de Secretariado Executivo do DF. Orgulhosamente criado por Wix.com